é a cor da luz do outono...

é a cor que os meus olhos veem,
fiapos de luz levados pelo vento
e chuva de prata como espadas 
na lua que de mim se esquiva e
bem se vê a morte na água tinta
 brilhos castanhos fumo e fogo os
deste outono de gumes de cobre

mais nada habita a vida lenta indo

Comentários

© Maria Manuel disse…
belo texto,de belas imagens outonais!

abraço, Arsélio.

Mensagens populares